Partilhar:

Alguns estudos têm demonstrado que medicamentos à base da planta da canábis podem melhorar alguns sintomas associados à esclerose múltipla (EM), em alguns doentes.

Sabe-se que podem ser úteis principalmente no alívio da rigidez e espasmos musculares (espasticidade) e possivelmente no controlo da dor, ansiedade e perturbações do sono. É importante saber que os estudos realizados até ao momento são ainda limitados, sobretudo pela pequena dimensão e duração da maioria deles e por alguma heterogeneidade das doses e das substâncias utilizadas. 

Por outro lado, não podemos esquecer que medicamentos, preparações e substâncias à base da canábis podem ter efeitos secundários importantes e significativos, nomeadamente dificuldade de atenção ou de concentração, tonturas, alucinações, perda de equilíbrio e quedas, depressão ou psicose.

Por esta razão, este tipo de medicamentos é sujeito a receita médica, e a sua prescrição obedece a requisitos muito específicos, de forma a garantir que são efetivamente a melhor opção para aquela pessoa.

Importante de realçar é que o benefício encontrado nos medicamentos à base da canábis não é igual na utilização da canábis fumada. Na verdade, este tipo de consumo associa-se a riscos muito sérios, nomeadamente o de agravamento cognitivo.

 

Fontes:

https://www.infarmed.pt/web/infarmed/profissionais-de-saude/-/journal_content/56/15786/3210011

https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/multiple-sclerosis/expert-answers/cannabis-for-ms-can-it-help-treat-symptoms/faq-20112500

Ingram G, Pearson OR. Cannabis and multiple sclerosis. Pract Neurol 2019

Friedman D, French JA, Maccarrone M. Safety, efficacy, and mechanisms of action of cannabinoids in neurological disorders. Lancet Neurol 2019

 

PT/NONNI/0320/0014, aprovado em 04/2020


Partilhar:
X