Cerca de 1 em cada 10 mulheres poderá ter um surto nos primeiros 3 meses após o nascimento do bebé. Poderá ser pouco provável que tenha um surto após o parto se, durante os 2 anos antes de engravidar, tiver a sua doença controlada.1 O tipo de parto (se vai ter um parto normal ou cesariana) vai depender do seu trabalho de parto e não afetará o seu risco de ter um surto após dar à luz.2

Se a sua EM antes e durante a gravidez era ligeira, o seu neurologista irá provavelmente vigiá-la de perto e aconselhá-la a recomeçar a tomar um medicamento para a EM se precisar de o fazer.3 Se tinha EM muito ativa antes da gravidez, o seu neurologista poderá sugerir que recomece a tomar um medicamento para a EM o mais rápido possível após o parto.

Referências:
1 – Hughes SE, Spelman T, Gray OM, et al. Predictors and dynamics of postpartum relapses in women with multiple sclerosis. Mult Scler 2014;20:739–462 – Pastò L, Portaccio E, Ghezzi A, et al. Epidural analgesia and cesarean delivery in multiple sclerosis post-partum relapses: the Italian cohort study. BMC Neurol 2012;12:165

3 – Amato MP, Bertolotto A, Brunelli R, et al. Management of pregnancy-related issues in multiple sclerosis patients: the need for an interdisciplinary approach. Neurol Sci 2017;38:1849–58

Partilhar:
X