Praticar exercício físico: sim ou não?

São bem conhecidos os benefícios da prática de exercício físico, que é uma das melhores formas de prevenção de doenças e cultivo da saúde. Mas e quando já existe uma doença diagnosticada e quando essa é a esclerose múltipla (EM)? Podem as pessoas que este problema de saúde praticar exercício? A resposta é simples: não só podem, como devem.

É a ciência que confirma os benefícios da atividade física para quem sofre de Esclerose Múltipla: melhora o humor, a mobilidade e a força muscular, assim como alguns dos sintomas, entre os quais a fadiga e problemas de equilíbrio e de marcha. Nos casos em que a doença é mais ligeira, tem a capacidade de melhorar a saúde geral, ajudando a manter mais ativos aqueles que têm uma doença mais grave.

Resta saber que tipo de exercício praticar, o que vai depender de cada caso. É que a Esclerose Múltipla afeta as pessoas de formas diferentes e, logo, também o impacto do exercício será diferente. O melhor é escolher algo que lhe dê prazer, que goste de fazer, o que pode ir da caminhada à natação, da jardinagem ao trabalho doméstico. 

Pode ainda optar pelo treino de resistência ou reforço (levantar ou mover pesos), os exercícios aeróbicos (tais como ciclismo, corrida ou remo), alongamentos (ajudam a manter os músculos flexíveis e relaxados), exercícios de postura, entre outros, seja sozinho ou na companhia de um instrutor. Mas seja qual for o caso, antes de começar não se esqueça de falar com o seu médico, que o pode orientar no melhor caminho a seguir.

Se a sua motivação para a prática de exercício for a redução dos sintomas, saiba que há atividades que reduzem mais uns do que outros. Por exemplo, para melhorar o equilíbrio, nada melhor do que a caminhada ao ar livre ou a prática de aeróbica; para os espasmos musculares ou rigidez, os alongamentos podem ajudar; para melhorar a flexibilidade, nada melhor do que o yoga; para melhorar o humor, toda e qualquer forma de exercício se irá traduzir em resultados.

Porque muitas pessoas com Esclerose Múltipla são sensíveis ao calor, há formas de minimizar o desconforto, como evitar nadar em piscinas excessivamente quentes, dividir o exercício em sessões mais curtas ou ainda manter o espaço onde pratica bem ventilado.



Fonte: https://www.mssociety.org.uk/care-and-support/everyday-living/staying-active/ms-and-exercise

Partilhe este artigo nas suas redes sociais e ajude-nos a divulgar a causa da Esclerose Múltipla

Artigos relacionados

Categorias